Tag Archive sobre o fim do mundo

end-of-the-world-apocalypti

Três Perguntas a Jesus sobre o fim

Que sinal haverá antes da tua vinda?

apocalipse fim

ESTUDOS BÍBLICOS – Falta muito pouco para que o Senhor cumpra sua missão de levar nossos pecados ao calvário. Uma triple pergunta de seus discípulos motivou esta solene resposta do Salvador, o diálogo é breve, porem muito significativo: “E Quando Jesus ia saindo do templo, aproximara-se dele os seus discípulos para lhe mostrarem a estrutura do templo. Jesus, porem lhes disse: não vedes tudo isto? Em verdade vos digo que não ficará aqui pedra sobre pedra que não seja derribada. E, estando assentado no monte das oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?
E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautela-vos, que ninguém vos engane, porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.” (Mat. 24:1-5).
Não me cabe a menor dúvida, de que nestas palavras, ” Diz nos, quando serão estas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? “(Mat. 24: 3b) temos um rascunho completo dos principais acontecimentos proféticos e uma correta ordem cronológica. Depois que lhes mostraram a singular construção do templo e demais edifícios em suas proximidades, Jesus lhes disse que vinha o dia quando o templo seria destruído até não ficar pedra sobre pedra. O Senhor não lhes disse quando sucederia isto, mas hoje sabemos que ocorreu no ano 70 de nossa era, quando os exércitos do general romano Tito, quem no ano 79 se converteu imperador de Roma, sitiaram a Cidade e a tomaram. Hoje descrições arrepiantes do que ocorreu então. Flavio Josefo, o historiador judeu, oferece muitos detalhes sobre o cerco da Cidade e como caiu finamente em mãos dos romanos. Alguns historiadores dizem que cerca de um milhão e trezentos mil judeus morrem pelas mãos dos romanos.
Neste mesmo dia, momentos antes, Jesus, prevendo tudo quanto lhes esperava, lhes disse: ” Jerusalém, Jerusalém, que mata os profetas e apedrejas os que ti são enviados! Quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! Eis que a vossa casa ficará deserta. Porque eu vos digo que, desde agora, me não vereis mais, ate que digais: Bendito o que vem em nome do Senhor! ” (Mat. 23: 37-39). Esta declaração de Jesus se cumpriu com exatidão. Não somente Jerusalém e o tempo judeu foram destruídos, si não a diferença das outras diásporas, quando os judeus foram dispersos, expulsados de seu território, desta vez tiveram que fugir por todo o mundo. Em relação a isto mesmo, Jesus também lhes disse:
“Mas, quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, sabei, que é chegada a sua desolação. Então, os que estiverem na judéia, que fujam para os montes; os que estiverem no meio da cidade, que saiam; e, os que estiverem nos campos, que não entrem nela. Porque dias de vingança são estes, para que se cumpram todas as coisas que estão escritas. Mas ai das gravidas e das que criarem naqueles dias! Porque haverá grande aflição na terra e ira sobre este povo. E cairão a fio da espada e para todas as nações serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos gentios, até que os tempos dos gentios se completem. (Lucas 21:21-24”.

Sinal 2

É admirável a exatidão com que se cumpriram estas palavras, pois tudo quanto Jesus disse aqui, já é história. Jerusalém foi rodeada pelo exército estrangeiro – Os Romanos. Israel foi disperso por todo o mundo e os judeus viveram sem pátria, sem nação própria, quase meio século, pois próximo ao ano 1948 se restabeleceram na terra dos seus antepassados. Assim mesmo, levaram algum tempo para recuperar toda a cidade de Jerusalém, a qual caiu sobre o domínio na guerra dos seis dias, em junho de 1967. Mas… Podemos dizer que Jerusalém já não esta mais ” Controlada por Gentios”?
Muitas coisas mais sucederam nesta diminuta nação, mas o que agora nos interessa, é o que Jesus disse a seus discípulos de modo a responder sua triple pergunta. Eles queriam saber: 1º Quando seria destruída Jerusalém, 2º Qual seria o tempo, 3º Quando seriam dispersos os judeus por todo o mundo. O Senhor, mesmo assim, não lhes deu data exata.
Hoje olhando retrospectivamente, notamos que, quando Jesus esteve ante Pilatos, e quando este lhe apresentou ao povo, declarando que era inocente, essa multidão sem saber, ” Profetizou em coro ” dizendo:
“Seu sangue seja sobre nós, e sobre nossos filhos” (Mat. 27:25)
De fato, sem perceberem desta trágica profecia coletiva, uns 37 anos depois, quando muitos deles ainda vivam e seus pequeninos de braços, estavam em seus 37 a 40 anos de idade, chegou o derramamento de sangue deles e de seus filhos.
Mas, o que mais nos chama a atenção, é a segunda parte da triple pergunta dos discípulos: ” E qual sinal haverá de sua vinda?”. Esta ” vinda” abrange o arrebatamento da igreja, o mesmo que, sua vinda com a igreja para estabelecer o Reino Milenar. Ambos eventos estão incluídos aqui, já que a parte final da pergunta, eles lhe interrogaram sobre Ao fim dos séculos, que corresponde o juízo dos impios ante o perante o trono branco. Nossa analise se concentra agora na resposta de Jesus ao ” Sinal ” (singular) que eles lhe determinam. É como se os discípulos quisessem saber dos Sinais si não! de um sinal específico. 
No mesmo capitulo Jesus menciona outros “sinais” que anunciarão a proximidade de sua vinda, como por exemplo; “Guerras e rumores de guerras… se levantarão nação contra nação, e reino contra reino, y haverá pestes, fome e terremotos em diferentes lugares” (Mat. 24:6-7). Mesmo assim, Jesus primeiro lhes deu ” O sinal” para que eles, que neste momento representavam os cristãos, a igreja, poderia reconhecer facilmente quando estaria bem próximo o dia do seu regresso, que começaria com o rapto. Esta é a solene advertência do Senhor: ” Veja que ninguém vos engane. Porque virão muitos em meu nome; dizendo; Eu sou o Cristo; e a muitos enganarão”.
Jesus lhes fez ver que a característico principal de que o tempo da graça estava chegando ao fim, seria a invasão de falsos pregadores, falsos ensinadores da bíblia, falsas igrejas, falsos messias e falsos cristãos. Também Jesus destacou que muitos seriam desviados e seguiriam a estes falsos ” cristos”. Ainda que, a questão fome, guerras, terremotos e pestes é horrível, estas experiências, mesmo assim purificam a igreja. Quando há sérios apertos, que sejam; sociais, políticos, econômicos, problemas de saúde física, enfermidades e tudo quanto nos conduz a um beco sem saída, o que ocorre com os cristãos, é que em tais circunstâncias se aproximam mais do Senhor. Mas, quando à saúde, quando desfrutamos de paz no país, quando economia segui crescendo, quando nosso trabalho não esta em perigo, no geral, debilita-se a vida espiritual. Mas, quando nos vemos rodeados de insegurança ameaças de guerras, alguma enfermidade incurável o a morte inesperada de algum ser ente-querido, então, si busca mais refúgio em Deus.

Sinal 3 

Os discípulos queriam que o Senhor lhes desse um sinal, porque certamente esperavam simplificar o trabalho em reconhecer o verdadeiro perigo, justamente antes do regresso do Salvador. Jesus lhes disse, que tivessem cuidado com as falsas doutrinas, falsos pregadores, falsos teólogos, falsos mestres, falsos evangelistas e falsas igrejas.

Amem.

Meditação: 16/04/2006
“Apostasia”
Escrito em: Maio/2006 – re-edição abril de 2019.
Por: Pr. Agnaldo Silva

Tags, ,