Tag Archive plano de Deus

paraiso-e-terra

Do Jardim do Éden a Nova Aliança o plano não mudou

O plano do princípio, de Adonai ELOHIM, não ficou frustrado

O mesmo autor das leis físicas que regem os astros que permeiam o cosmo a milhares de anos, e não mudam, pois se mudassem por si só, seria o colapso do universo, também determinou leis para a sua imagem e criação dotada de inteligência.

Antes do B’reshit (Gênesis), existe uma história, a qual logo publicarei, mas, partindo do B’reshit 1, vou articular sobre o plano do ETERNO, para aquele povo misto com Adão, que optaram em não obedecer as ordenanças do autor da vida D-us, e por isso, Ele escolhe um homem, Avraham (Abraão), para liderar uma família que, passariam receber o título de; “Povo Escolhido” B’reshit 17:7.

Durante os primeiros seis capítulos  da bíblia, existiam dois povos, os filhos de D-us e os filhos dos homens; “…os filhos de D-us se relacionaram sexualmente com as filhas de homens…” B’reshit 6:4b. Com a mistura destes, a maldade se multiplicou sobre a terra, a ponto do ETERNO eliminar toda sua criação neste planeta ( B’reshit 7:21), e logo em seguida, determinar um grupo que deveria, de geração a geração, representar o seu Nome, onde estes não permitiriam que toda história da humanidade viesse a morrer.

Diferentemente dos costumes dos homens e suas filhas, os filhos de ADONAI (aqueles vindos a partir do Jardim do Eden), deveriam seguir um padrão estabelecido por leis e mandamentos eternos, vindo assim à agradarem ao Criador de tudo e todas as coisas.

Tal divisão foi necessária por que, depois do dilúvio e de doze gerações já constituídas mediante os anos já passados (entre Noach e Avraham) (B’reshit 11:10-26), a maldade mais uma vez aflora, por parte do homem, com intentos que desagradam a ADONAI (B’reshit 11:7), dando lugar a divisão das línguas .

Avraham é escolhido como representante, direto, do El-Shaddai (D-us Todo-poderoso), com promessas que a partir dele, somente seus descendentes e os povos que a estes se filiarem, o teriam como seu protetor (B’reshit 17:7 e 8).

Este pacto não perdeu validade até este dia da qual chamamos;  hoje! Pois, trata-se de “…aliança entre mim e você e com seus descendentes depois de você, geração após geração, como uma ALIANÇA ETERNA, para ser o seu D-us…” B’reshit 17:7. Todo compromisso que ADONAI firmou tanto com Avraham e com outros homens, de caráter ETERNO, nunca deverão perder validade; como pensam e pregam milhares de “cristãos”, ao redor da Europa e Américas, por ainda não compreenderem a envergadura da Nova Aliança. E isso está diretamente ligado (essa má interpretação), no fato de a chamarem “Novo Testamento”, o que na prática, isso tem por intento neutralizar os escritos antes deste. 

Lamentavelmente, foi difundido que o HaMashciah (O Messias), pôs fim a Lei. Isso ocorre, devido uma má interpretação do texto nas traduções (o que não vou me fincar nesse tópico aqui, das traduções, tratarei em outra oportunidade).

É interessante percebermos que, assim como todas as profecias sobre a vinda do Mashiach se cumpriram, as palavras do próprio, também devem ter maior peso. Ele falou: “Não pensem que vim abolir a Torah ou os Profetas. Não vim abolir, mas completar. Sim, é verdade! Digo a vocês: até que os céus e a terra passem, nem mesmo um yud ou um traço da Torah passará – não até que todas as coisas que precisam acontecer tenham ocorrido.” Mattitiahu [Mateus] 5:17 e 18. E, não permita que seu pensamento vá a outras passagens, para argumentar, pois, aquelas passagens podem estarem cheias de erros de tradução. Prefira fincar seu espírito nestas palavras do Mashiach, descritas por Mattitiahu 5:17 descritas pela tradução judaica.  Não é só a passagem, acima, que aponta uma continuação da Torah e Mitzvot (mandamentos) descritos no Tanakh; os demais escritos da Nova Aliança trazem incontáveis relatos reforçando as palavras de Yeshua, de que a Torah (Lei) precisa ser cumprida pelos seguidores D’Ele. A exemplo, Sha’ul, quando escreve aos Romanos no capítulo 2, enfatiza: “Porque não são os meros ouvintes da Torah a quem D’us considera justos; antes, são os praticantes do que a Torah diz considerados justos à vista de D’us” – verso 13.

Agora fica mais claro porque do nome: B’rit Hadashah e não (Novo Testamento). Nova Aliança não anula a Torah nem os Profetas e Escritos do Tanakh; já a idéia de (Novo testamento) fica sub-entendido que os Mitzvot do Tanakh (Velho Testamento) passou, ficou para trás cedendo lugar para novos ensinamentos. Isso não procede, pois ADONAI é imutável

Cada dia estamos mais perto do Olam Habá (mundo vindouro), por isso, está na hora de nós, gentios, nos agregarmos ao povo escolhido pelo ETERNO, pois Yeshua HaMashiach fez essa promessa para seus doze emissários; “Yeshua lhes disse: “Sim, eu lhes afirmo que no mundo regenerado, quando do Filho do Homem se assentar em seu trono glorioso, vocês que me seguiram também se assentarão em doze tronos e julgarão as doze tribos de Yisra’el. Quem tiver deixado casas, irmãos, irmãs, pai, mãe, filhos ou campos, por minha causa, receberá cem vezes mais e herdará a vida eterna” – Mattitiahu 19:28 e 29.

Pastor; Agnaldo Santana
Comunidade Messiânica Yeshua
08.04.2016 – Ao Messias a Glória para Sempre.

Tags, , ,