Publicado em: dom, maio 26th, 2019

Israel sempre na mira

Compartilhar esta
Etiquetas

MUNDO – É um fato, que neste planeta, Israel tem sido o calo para a maioria dos países. Para quem se preocupa ou tem interesse em acompanhar essa gente que muito é narrada no Livro Santo, percebe facilmente que, não passa uma semana sem que o povo judeu seja forçado a neutralizar algum tipo de ataques inimigo violento; vindos do norte, sob a forma de mísseis proveniente de Bashar al-Assad na Síria; ou do sul, com foguetes e túneis pelo Hamas e outros grupos terroristas, ou ainda do seu próprio território sob a forma de colisões de veículos, tiros e bombas por terroristas individuais.

Na última semana do mês de abril de 2017, Israel neutralizou outro tipo de ataque que tentou paralisar toda a nação judaica. A National Cyber ​​Defense Authority, anunciou em 26 de abril que neutralizou com sucesso, um ataque cibernético generalizado contra empresas comerciais e infra-estrutura israelense. A ofensiva não foi dirigida contra as agências de defesa, mas contra toda a estrutura da economia israelense. Durante a semana, entre os dias 19 a 23 de abril, mais de 120 organizações israelenses, públicas e privadas, foram atacadas. Os especialistas explicaram que o ataque veio sob a forma de e-mails contaminados. Os hackers se dissimulavam como uma organização legítima falsificava os certificados de segurança de uma empresa confiável e atacaram inúmeras empresas privadas e até ministérios governamentais, corporações públicas e particulares.

Rafi Franco, um alto funcionário da National Cyber ​​Defense Authority, descreveu o ataque como “algo muito sofisticado” explicando que eles receberam e-mails do servidor de uma instituição acadêmica genuína com arquivos contaminados do programa Microsoft Word e que os sistemas de antivírus não conseguiram detectar o ataque. De acordo com o Jerusalem Post, o vírus conhecido como CVE-2017-0199 advertiu um ponto vulnerável na Microsoft, especialmente o Microsoft Word. Felizmente desde então, a Microsoft disse que corrigiu esse problema.

O diretor de um grupo de emergência informática da Autoridade Nacional de Defesa Cibernética, Alberto Hasson, disse: “Este foi um ataque maciço, um dos piores que enfrentamos. A intenção dos atacantes era assumir o controle dos computadores corporativos. Uma vez que isso aconteceu, qualquer um poderia ter nos controlado à vontade. Temos certeza de que conseguimos neutralizar muito o ataque. Fizemos uma séria investigação no último fim de semana. Sabemos, pois mantemos um alto grau de segurança, que nos atacaram e como eles fizeram isso”.

Especialistas em segurança cibernética israelense acreditam que o ataque veio de um dos principais inimigos da nação judaica: o Irã. De acordo com o jornal Haaretz, sua origem foi atribuída a um grupo de hackers – de hackers chamado OilRig. Acredita-se que ele pertença a uma das agências de inteligência da República Islâmica do Irã, que recebe instruções e financiamentos diretamente de Teerã. Depois de neutralizar o ataque, a Autoridade Nacional de Defesa Cibernética prometeu enviar instruções a indivíduos, empresas e ministérios para que possam se proteger de qualquer futuro ataque cibernético. Agradeça a Deus pela intervenção da Autoridade Nacional de Defesa Cibernética, que poderia interromper essa ampla e sofisticada agressão.

Oremos para que Deus continue a conceder a inteligência e a habilidade necessárias aos homens e mulheres que trabalham nesse campo, para proteger a economia de Israel e o empreendimento tecnológico desta grande nação, à qual Deus iluminou as nações, e do qual ele disse através do profeta: “É pouco para mim que você seja meu servo para levantar as tribos de Jacó, e que você possa restaurar o remanescente de Israel; Eu também te dei luz das nações, para que você seja a minha salvação até o fim da terra “(Isaías 49: 6).

Quando estou cercado pelo perigo, tu me manténs vivo; tu estendes tua mão quando meus inimigos se enfurecem; com tua mão direita me salvas” Tehillim (Salmo 138: 7).

 

 Comunidade Messiânica Yeshua;

Fonte: RaidoDifuzionAmerica

Tradução; Pr. Agnaldo

Sobre o Autor

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar essas tags html: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>